Classe Virtual:

3 de março de 2015

1Trim2015_Lição 10: Não Furtarás

Lição 10
8 de março de 2015

LIÇÃO 10: Não Furtarás


TEXTO ÁUREO
"Aquele que furtava não furte mais; antes, trabalhe, fazendo com as mãos o que é bom, para que tenha o que repartir com o que tiver necessidade." (Ef 4.28)

VERDADE PRÁTICA
O oitavo mandamento diz respeito à proteção da propriedade e abrange grande número de modalidades de furto sobre os quais o cristão precisa vigiar para não cair nas ciladas do Diabo.

LEITURA DIÁRIA
Segunda - Êx 21.16
O oitavo mandamento diz respeito ao sequestrador
S
Terça - Lv 19.11-13
O dever de não atrasar intencionalmente o pagamento.
T
Quarta - Dt 25.13-16
O dever de não usar de dois pesos e duas medidas
Q
Quinta - Pv 28.24
Apropriação indébita é roubo, ainda que as coisas pertençam aos pais
Q
Sexta - Mt 19.18
O Senhor Jesus reconheceu a autoridade do oitavo mandamento
S
Sábado - 1 Co 6.10
Os roubadores não herdarão o Reino do Deus
S


LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
Êxodo 20.15; 22.1-9
Êxodo 20:15
15. Não furtarás
Êxodo 22:1-9
1. Se alguém furtar boi ou ovelha, e o degolar ou vender, por um boi pagará cinco bois, e pela ovelha quatro ovelhas.
2. Se o ladrão for achado roubando, e for ferido, e morrer, o que o feriu não será culpado do sangue.
3. Se o sol houver saído sobre ele, o agressor será culpado do sangue; o ladrão fará restituição total; e se não tiver com que pagar, será vendido por seu furto.
4. Se o furto for achado vivo na sua mão, seja boi, ou jumento, ou ovelha, pagará o dobro.
5. Se alguém fizer pastar o seu animal num campo ou numa vinha, e largá-lo para comer no campo de outro, o melhor do seu próprio campo e o melhor da sua própria vinha restituirá.
6. Se irromper um fogo, e pegar nos espinhos, e queimar a meda de trigo, ou a seara, ou o campo, aquele que acendeu o fogo totalmente pagará o queimado.
7. Se alguém der ao seu próximo dinheiro, ou bens, a guardar, e isso for furtado da casa daquele homem, o ladrão, se for achado, pagará o dobro.
8. Se o ladrão não for achado, então o dono da casa será levado diante dos juízes, a ver se não pôs a sua mão nos bens do seu próximo.
9. Sobre todo o negócio fraudulento, sobre boi, sobre jumento, sobre gado miúdo, sobre roupa, sobre toda a coisa perdida, de que alguém disser que é sua, a causa de ambos será levada perante os juízes; aquele a quem condenarem os juízes pagará em dobro ao seu próximo.

OBJETIVO GERAL

Apresentar o oitavo mandamento, ressaltando que o furto ou a aquisição ilegítima de propriedades são abominação ao Senhor e prejudicam o próximo.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

Após esta aula, o aluno deverá estar apto a: Abaixo, os objetivos específicos referem-se aos que o professor deve atingir em cada tópico. Por exemplo, o objetivo I refere-se ao tópico I com os seus respectivos subtópicos.
  • I.    Tratar a abrangência e o objetivo do oitavo mandamento.
  • II.   Mostrar o que a legislação mosaica diz a respeito do furto.
  • III.  Relacionar alguns danos que deveriam ser evitados, segundo a lei mosaica.
  • IV. Apresentar o trabalho como uma bênção de Deus.

COMENTÁRIO

INTRODUÇÃO

O oitavo mandamento é o terceiro da série de proibição absoluta expresso com duas palavras e fala basicamente sobre dinheiro e bens, trabalho e negócios. Não pode haver paz numa sociedade se não houver respeito mútuo pela propriedade. Todo ser humano tem o direito de possuir bens e propriedades e, tendo conseguido as coisas de maneira lícita, ninguém tem o direito de privá-lo de suas conquistas. [Comentário: “O que só prevalece é perjurar, mentir, matar, furtar e adulterar, e há arrombamentos e homicídios sobre homicídios”. (Os 4.2.). Furto é a apropriação de um objeto, valor financeiro. Roubo é a apropriação de um objeto, valor financeiro quando há emprego de violência ou grave ameaça. Mas, em relação ao oitavo mandamento, qual o seu significado? Será que ele proíbe apenas o furto, e não o roubo? Ao considerarmos o uso da palavra hebraica ganav, traduzida por furtar, percebemos que o oitavo mandamento não proíbe apenas o furto. Na verdade, a expressão envolve muito mais do que apenas o furto e o roubo de objetos pessoais. No Antigo Testamento, ganav encerra o sentido de 1) furto de objetos inanimados (prata, ouro, dinheiro) e animados (boi, ovelha, etc); 2) engano; 3) rapto de pessoas. A questão é: qual ou quais desses sentidos deve ser aplicado ao oitavo mandamento? Ou, em outros termos: o que exatamente está sendo proibido no oitavo mandamento? Vamos descobrir?] Convido você para mergulharmos mais fundo nas Escrituras!

Vídeo 5 Lição 10: Não furtarás (Rev José Maurício P Nepomuceno, IP Vila Formosa)

Vídeo 4 Lição 10: Não furtarás (Pr Eliziel Pacheco, AD Londrina-PR)

Vídeo 3 Lição 10: Não furtarás (Pr Paulo Rogério, TV ADNP)

Vídeo 2 Lição 10: Não furtarás (Pr Agnaldo Betti, AD Campinas-SP)

Vídeo 1 Lição 10: Não furtarás (Ev Caramuru, AD Belém, São Paulo-SP)

24 de fevereiro de 2015

Adultos_1Trim2015_Lição 9: NÃO ADULTERARÁS

Lição 9
1º de março de 2015

LIÇÃO 9: Não Adulterarás


TEXTO ÁUREO
“Eu, porém, vos digo que qualquer que atentar numa mulher para a cobiçar já em seu coração cometeu adultério com ela” (Mt 5.28).

VERDADE PRÁTICA
O sétimo mandamento diz respeito à pureza sexual e à proteção da sagrada instituição da família, assim como o mandamento anterior fala sobre a proteção à vida.

LEITURA DIÁRIA
Segunda - Gn 2.21-24
O casamento foi instituído por Deus antes da queda no Éden
S
Terça - Pv 6.32,33
O adultério destrói a reputação e deixa cicatrizes indeléveis
T
Quarta - Jr 29.20-23
O adultério é uma prática insana com consequências funestas
Q
Quinta - Ml 2.14
Deus exige fidelidade entre marido e mulher
Q
Sexta - Mt 19.4-6
O plano divino desde o princípio era monogâmico
S
Sábado - Mc 10.11,12
No NT, adultério é qualquer relação sexual extraconjugal
S


LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
Êxodo 20.14; Deuteronômio 22.22-30.
Êxodo 20
14 - Não adulterarás.

Deuteronômio 22
22 - Quando um homem for achado deitado com mulher casada com marido, então, ambos morrerão, o homem que se deitou com a mulher e a mulher; assim, tirarás o mal de Israel.
23 - Quando houver moça virgem, desposada com algum homem, e um homem a achar na cidade e se deitar com ela,
24 - então, trareis ambos à porta daquela cidade e os apedrejareis com pedras, até que morram; a moça, porquanto não gritou na cidade, e o homem, porquanto humilhou a mulher do seu próximo; assim, tirarás o mal do meio de ti.
25 - E, se algum homem, no campo, achar uma moça desposada, e o homem a forçar, e se deitar com ela, então, morrerá só o homem que se deitou com ela;
26 - porém à moça não farás nada; a moça não tem culpa de morte; porque, como o homem que se levanta contra o seu próximo e lhe tira a vida, assim é este negócio.
27 - Pois a achou no campo; a moça desposada gritou, e não houve quem a livrasse.
28 - Quando um homem achar uma moça virgem, que não for desposada, e pegar nela, e se deitar com ela, e forem apanhados,
29 - então, o homem que se deitou com ela dará ao pai da moça cinquenta siclos de prata; e, porquanto a humilhou, lhe será por mulher; não a poderá despedir em todos os seus dias.
30 - Nenhum homem tomará a mulher de seu pai, nem descobrirá a ourela de seu pai.

OBJETIVO GERAL

Apresentar o sétimo mandamento, ressaltando o intento de Deus em favor da família.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

Após esta aula, o aluno deverá estar apto a: Abaixo, os objetivos específicos referem-se aos que o professor deve atingir em cada tópico. Por exemplo, o objetivo I refere-se ao tópico I com os seus respectivos subtópicos.
  • I. Tratar a abrangência e o objetivo do sétimo mandamento.
  • II. Mostrar o real significado da infidelidade.
  • III. Relacionar alguns pecados sexuais segundo a lei divina.
  • IV. Analisar o ensino de Jesus acerca do sétimo mandamento.



Preciso de sua ajuda para continuar escrevendo os subsídios. Se você tem sido ajudado semanalmente com estes comentários, e deseja que eles permaneçam sendo disponibilizados, clique aqui e saiba como ajudar: Mantenha este Blog!

COMENTÁRIO

INTRODUÇÃO

O sétimo mandamento condena o adultério e a impureza sexual com o objetivo de proteger a família. A Bíblia não condena o sexo; a santidade dele é inquestionável dentro do padrão divino, mas sua prática ilícita tem sido um dos maiores problemas do ser humano ao longo dos séculos. O sétimo mandamento é tratado de uma maneira na lei, e de outra na graça. Um olhar no episódio da mulher adúltera (Jo 8.1-11) mostra que tal preceito foi resgatado pela graça e adaptado a ela, e não à lei. [Comentário:  Normalmente quando pensamos em adultério, automaticamente pensamos em um homem sendo infiel a sua esposa, ou vice versa. No entanto, este mandamento é muito mais amplo e profundo do que apenas isso. Ele engloba não somente o campo da experiência sexual humana, e seu relacionamento conjugal, que sem dúvida é um assunto muito preocupante, mesmo porque vivemos em uma época em que a sexualidade, e suas expressões, são cada vez mais explicitas em nossa sociedade. No entanto este assunto pode ser mais abrangente quando tratado do ponto de vista do adultério espiritual contra Deus inclusive. O sétimo mandamento continua atual porque o mundo está às avessas, dizendo "não" a tudo aquilo que Deus diz "sim” na sua Palavra, e "sim" a tudo o que a Bíblia diz "não". O resultado é o caos social que estamos vivendo. Esta lição é urgente para nós, isso por que, entendemos o adultério como a relação sexual de um homem casado com uma mulher que não é sua esposa e vice-versa. O mundo sem compromisso com Deus aceita tal prática como normal, mas a Palavra de Deus declara: "Não adulterarás" (Êx 20.14; Dt 5.18). Este mandamento vai muito além da cópula extraconjugal. Nele está a proibição de toda a forma de prostituição; é Deus dizendo "não" a todas as concupiscências desnaturais, imaginações e pensamentos impuros e lascivos (Mt 5.27, 28).] Convido você para mergulharmos mais fundo nas Escrituras!